Recrutamento e Seleção

3 motivos para investir em estratégias de trade down

3-motivos-para-investir-em-estrategias-de-trade-down.jpeg
Escrito por Indianara Ferreira

As estratégias de trade down, assim como muitas outras que têm surgido, são uma alternativa e tanto para estimular o consumidor em meio a uma realidade complicada: alto índice de desemprego, pouco poder aquisitivo e a economia catastrófica a qual leva os juros e a inflação nas alturas.

Para termos uma noção dos desafios enfrentados por todos os “protagonistas” do mercado, um estudo feito pela Nielsen aponta que 90% dos brasileiros enxergam o país em recessão econômica.

Seguindo a mesma linha pessimista, 43% dos consumidores estão endividados / inadimplentes, além, propriamente, dos mais de 3 milhões que se encontram desempregados.

Devido a tantas adversidades, é nítido o fato de que o consumidor nunca fora tão estudado pelas empresas — tanto varejistas quanto as próprias fabricantes —, que enfrentam uma batalha aparentemente sem fim para impulsionar suas vendas. É a partir daí que entra em cena o trade down.

Mas, o que é esse tal de trade down? Por que o seu negócio precisa considerá-lo o quanto antes? Confira as respostas que está procurando aqui mesmo, neste conteúdo especial que preparamos sobre o tema. Vamos começar?

O que você deve saber a respeito do trade down

Nós, enquanto consumidores, podemos até não perceber, mas o mercado constatou que a nossa lógica de consumo tomou como destaque a preferência por produtos de baixo e alto custo, o popular “oito ou oitenta”, deixando de lado aqueles cujo preço é mediano.

Diante desse panorama foram criadas duas estratégias para atender à demanda do público: trade up e trade down. Embora uma aja em oposição a outra, ambas colaboram de forma significativa no para o consumo.

A primeira consiste na oferta de produtos classificados como “premium”, em que a qualidade e outros benefícios a eles ligados são aprimoradas de modo a justificar o alto preço.

Já as estratégias de trade down visam comprimir uma boa parte dos diferenciais do produto, levando o cliente a pagar mais barato por um conteúdo menos sofisticado.

Outro fator que gera a queda de preço é o aumento da demanda / produção de um produto, trazendo-o para uma escala de preço viável aos que não se destacam pelo poder de aquisição.

Em suma, o trade down é uma forma de atrair o consumidor que prioriza a compra de produtos mais baratos, abrindo mão do luxo oferecido pelo trade up e das “pequenas vantagens” que, para eles, não justificam o preço elevado.

Agora vamos aos motivos pelos quais você deve apostar nas estratégias de trade down!

3 motivos para investir em estratégias de trade down

1. Adaptação ao perfil predominante do consumidor brasileiro

Neste estudo, realizado pelo Boston Consulting Group (BCG), foi identificado, no brasileiro, uma grande atração pelo trade down.

Isso se deve a dois fatores-chave: a percepção dos problemas na macroeconomia (crise) e a fixação do brasileiro em comprar na promoção.

2. Seguir a lógica do cliente

Quando um país se encontra em boa situação econômica, é natural que a população venha a ter condições financeiras melhores e se deem ao luxo de comprar o que desejarem (produtos de primeira linha, marcas reconhecidas etc.).

Em contrapartida, quando a economia vai de mal a pior, as pessoas compram o que acreditam, de fato, necessitar. Com isso, elas optam pelos produtos mais baratos (genéricos) ou vendidos em embalagens econômicas.

As promoções também são um diferencial nesses casos, sobretudo quando o consumidor crê estar diante de uma oportunidade única.

3. Oferecer uma experiência de qualidade e que caiba no bolso

O trade down não significa transformar um produto bom em ruim. Em meio a isso, as empresas se deparam com o desafio de oferecer qualidade e, ao mesmo tempo, dar continuidade às investigações para detecção de meios de reduzir custos.

Mesmo assim, as estratégias de trade down podem ser altamente compensadoras. Afinal, um número maior de consumidores terá alcance a um produto que proporcionará uma ótima experiência, melhorando, assim, o posicionamento da empresa — na medida em que ela adquire mais lovers.

Por falar nisso, a sua empresa está preparada para investir no trade down? Ainda está com dúvidas? Então, deixe um comentário!

Sobre o autor

Indianara Ferreira

DIRETORIA DE NEGÓCIO, GERÊNCIA COMERCIAL E MARKETING
Graduada em Administração de Empresas, Pós-Graduação em Primeira Gerência e Gestão de Negócios com Ênfase em Marketing e MBA em Trade Marketing– ESPM.

Deixar comentário.

Share This