Field Marketing

Ações de endomarketing: saiba por que elas são indispensáveis

acoes-de-endomarketing-saiba-por-que-elas-sao-indispensaveis.jpeg
Escrito por NVH

Nos últimos tempos, muito tem se falado em ações de endomarketing como uma estratégia de desenvolver a cultura organizacional e aumentar o engajamento dos colaboradores com as empresas.

No entanto, é comum que algumas pessoas façam confusão entre termos e categorizem endomarketing como um sinônimo para comunicação interna. Esse é um erro grave e que pode culminar em estratégias equivocadas na organização. Vamos entender os conceitos?

A diferença entre endomarketing e comunicação interna

A comunicação interna nada mais é do que as informações que a empresa disponibiliza aos seus funcionários e os meios e formas que utiliza para isso. Em uma estratégia de comunicação interna podem ser utilizadas ferramentas como intranet, jornal-mural, caixa de sugestões, quadros de avisos, newsletter, etc.

O endomarketing, por sua vez, é um conjunto de programas que tem por objetivo aumentar a qualidade e a produtividade dos colaboradores. Para isso, são desenvolvidas uma série de ações, que serão mais bem explicar no tópico a seguir.

As fases da implantação do endomarketing na empresa

Um dos principais teóricos que estuda o endomarketing no Brasil é o professor Wilson Cerqueira, autor do livro Endomarketing: educação e cultura para a qualidade. Em sua obra, o autor propõe três fases para a implantação do endomarketing, com ações específicas em cada uma delas.

Fase 1 – Diagnóstico

Na primeira fase, a alta cúpula administrativa da empresa precisa definir alguém para atuar como coordenador geral dos programas de endomarketing. Geralmente se escolhe para essa função uma pessoa com formação em relações públicas ou da área de recursos humanos.

Após escolhida a pessoa responsável pelo programa, ela deve começar um diagnóstico sobre a cultura organizacional e, para isso, é indicado que se façam entrevistas com diretores, cargos de chefia e representantes da classe operária da empresa.

Com base nos dados colhidos em sua pesquisa, o responsável pelo endomarketing conhecerá melhor o público interno da empresa e assim poderá executar ações mais assertivas.

Fase 2 – Desenvolvimento de ações de endomarketing

É na fase 2 que as ações com os colaboradores são realmente efetivadas. Podem ser trabalhados eventos em datas comemorativas, palestras de cunho motivacional, entre outras ações que façam com que os funcionários se sintam valorizados pela empresa.

Além dessas ações mais comuns, também se pode desenvolver outras atividades, que contem com a ajuda dos próprios colaboradores. Um exemplo disso é o incentivo ao aprimoramento do conhecimento dos funcionários, que pode ser feito por meio da criação de uma biblioteca coletiva.

Outra ação de endomarketing primordial é a aproximação entre as chefias e os liderados. É preciso fazer com que os funcionários se sintam parte da empresa e com funções tão importantes quanto as de seus superiores. O diálogo, portanto, é fundamental e todos devem ser acessíveis uns com os outros.

Fase 3 – Consolidação da nova cultura

A fase 3 da implantação de um programa de endomarketing acontece cerca de um ano após o início do processo. Nessa fase, deve-se continuar realizando ações para engajar os colaboradores, mas com modificações.

Para saber como aprimorar o que está sendo feito e medir os resultados do endomarketing, deve-se fazer uma nova pesquisa de satisfação e comparar os resultados com os alcançados no ano anterior.

As ações de endomarketing vão fazer a diferença na sua empresa. Pronto para colocar tudo em prática? Para ficar ainda mais informado sobre o tema, assine nossa newsletter e receba mais informações como essa no seu e-mail.

Sobre o autor

NVH

Deixar comentário.

Share This