Recrutamento e Seleção

Afinal de contas, o que é Employer Branding? Entenda aqui!

afinal-de-contas-o-que-e-employer-branding-entenda-aqui.jpeg
Escrito por NVH

A necessidade de atrair e reter talentos é cada vez maior, afinal, apenas com profissionais realmente talentosos é possível manter o negócio competitivo em relação à concorrência. Para tanto, torna-se indispensável investir em Employer Branding.

Algumas das maiores companhias nacionais e internacionais já investem no assunto, a exemplo do Nubank e da distribuidora de bebidas AmBev. Todavia, pequenas empresas também podem usar essa estratégia a seu favor, otimizando sua capacidade de engajar talentos.

Pensando na importância do assunto, criamos um guia especialmente para você. Confira!

Afinal, o que é Employer Branding?

Há muito tempo se fala na construção de uma marca para engajar os clientes, fazendo-os comprar em maior quantidade e com maior frequência. O Employer Branding também é uma marca, porém com foco em profissionais talentosos.

O nome vem do inglês e significa “marca do empregador”. Isto é, uma imagem construída para atrair profissionais acima da média, bem como para reter aqueles que já fazem parte do negócio. Organizações que investem no assunto se tornam grandes imãs de talentos.

A marca empregadora é uma tendência em todo o mundo, e resulta da união do RH com a área de marketing. Nesse sentido, um grande caso de sucesso é a AmBev, que possui um processo seletivo de trainee mais concorrido que muito concurso público e vestibular de medicina.

Como construir uma marca empregadora?

O investimento em Employer Branding é de longo prazo e envolve uma série de ações em conjunto. É preciso pensar nos profissionais que estão dentro da empresa, transformando-os em embaixadores, mas também naqueles que estão no mercado de trabalho.

Primeiro, deve-se investir na melhoria da qualidade de vida no trabalho, garantindo que os atuais profissionais fiquem felizes e motivados. Sem isso, será quase impossível construir uma imagem sustentável de boa empresa para se trabalhar.

Em seguida, é preciso investir em canais de comunicação com o público externo. Muitas empresas apostam na criação de uma página de carreiras, em que podem compartilhar vagas de emprego, informações sobre sua missão, visão e modelo de liderança, por exemplo.

Quais os benefícios da marca empregadora?

Há muitos benefícios na construção da marca empregadora. O primeiro é a retenção dos profissionais acima da média. A realidade é que, atualmente, muitos talentos migram para a concorrência levando consigo know-how e até alguns clientes.

Outro grande benefício é a atração de profissionais acima da média, conforme já citado. Isso ganha um peso cada vez maior, afinal, o Brasil é considerado um dos países com maior escassez de mão de obra qualificada, de acordo com relatório do ManpowerGroup.

Para finalizar, o investimento em Employer Branding ajuda a reduzir gastos com recrutamento e seleção de pessoas. De acordo com pesquisas, uma marca empregadora mitiga em até 50% os gastos com contratação de novos colaboradores — uma economia considerável.

Agora você está por dentro do assunto! Há muitas maneiras de quantificar a eficácia de uma marca empregadora, como: o índice de turnover, a assiduidade dos profissionais e o número de inscrições por vaga de emprego aberta.

Gostou do conteúdo? Entendeu o que é Employer Branding? Aproveite para continuar aprendendo. Entenda o sucesso da ação de Live Marketing da Nike. Vamos lá!

Sobre o autor

NVH

Deixar comentário.

Share This