Field Marketing

Clima organizacional: quais são os principais indicadores

clima-organizacional-quais-sao-os-principais-indicadores.jpeg
Escrito por NVH

O clima organizacional é um dos mais importantes fatores da empresa. Ele contribui para que haja bons relacionamentos interpessoais e intergrupais, assim como atua na produtividade, motivação e assiduidade dos trabalhadores.

Para ficar claro, o clima representa a “atmosfera” dentro da companhia, isto é, a forma como os colaboradores percebem a qualidade do ambiente e como ele intervém no seu comportamento. Todos da empresa influenciam e são influenciados por esse aspecto.

A questão é: como saber se o clima organizacional é positivo ou negativo? Pensando nisso, criamos um post especialmente para você. Hoje, vai conhecer alguns dos principais indicadores, bem como mensurá-los na prática. Boa leitura!

Rotatividade de funcionários

Até certo ponto, a saída de pessoas do quadro de funcionários é natural. Aliás, isso contribui para que haja inovação na empresa, bem como para o aprimoramento da cultura. O problema é quando o turnover é elevado, culminando na perda de talentos.

Quando há uma saída acentuada, é sinal de que algo está errado. Se o clima organizacional não está prejudicado, certamente estará em pouco tempo. Por isso, é crucial monitorar o índice de turnover, cuidando para que fique na média de 5% — o que pode variar dependendo do setor.

Aumento do número de retrabalho

O retrabalho não é vantagem para nenhuma empresa, pois representa perda de dinheiro, tempo e energia ao longo do expediente. O problema é que a falta de um clima adequado afeta as relações interpessoais, bem como a comunicação interna, e isso tem influência direta na eficiência do trabalho. Ou seja, sem um bom clima, o número de erros e problemas cresce.

Perda de clientes para a concorrência

Uma das maiores obrigações de uma companhia é reter seus clientes por longo prazo, só assim, é possível garantir sua permanência no mercado. Todavia, a falta de um bom clima interfere na qualidade do atendimento, bem como na satisfação do cliente com a empresa.

Para fazer essa mensuração de forma mais eficaz, é importante usar um indicador chamado de NPS (Net Promoter Score). Com uma única pergunta, chamada de “a pergunta definitiva”, ele classifica os clientes como: promotores, neutros ou detratores da marca.

Assiduidade nas atividades diárias

Outro fator que certamente é reflexo no clima organizacional é a assiduidade dos colaboradores, isto é, sua frequência no local de trabalho. Quando há um clima negativo, o número de funcionários que faltam ou se atrasam é muito maior.

Mensurar o absenteísmo é muito fácil: basta dividir o total de horas não trabalhadas pelo total de horas trabalhadas, depois multiplicar por cem. Segundo a Associação Brasileira de Controle da Qualidade, o resultado ideal deve ficar em torno de 1,5%.

Produtividade das equipes de trabalho

A produtividade de uma equipe é a relação entre a produção e os recursos usados. Quando existe uma boa produtividade, com baixas taxas de erros e perdas, é excelente para a empresa. Entretanto, quando há uma baixa produtividade advinda do desinteresse das equipes, é sinal de que o clima de trabalho precisa ser melhorado.

Um bom clima de trabalho contribui para tornar a empresa muito mais próspera e eficaz em seu setor, bem como para atrair e reter profissionais talentosos. No final, todos saem ganhando: clientes, funcionários e a empresa.

Se você gostou do conteúdo e está pronto para avaliar a qualidade do clima organizacional, confira mais um de nossos posts Mudança cultural na empresa: como um evento pode se tornar uma marca — e continue aprendendo!

Sobre o autor

NVH

Deixar comentário.

Share This