Recrutamento e Seleção

Entenda o que é eSocial e seu impacto no futuro organizacional

entenda-o-que-e-esocial-e-seu-impacto-no-futuro-organizacional.jpeg
Escrito por NVH

Apesar de ter sido anunciado há algum tempo, o eSocial ainda é um termo confuso para muitos gestores, que não sabem exatamente qual a sua importância para as empresas e seus colaboradores. Mas, afinal, o que é eSocial?

Basicamente, podemos dizer que o eSocial visa simplificar e informatizar as informações dos trabalhadores. É um projeto desenvolvido conjuntamente por diversos órgãos e entidades do governo federal, que unifica o envio de informações pelo empregador, centralizando todos os dados sobre os colaboradores em um único local.

Quer saber mais sobre esse assunto? Continue a leitura desse post!

Regulamentação

O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas, ou apenas eSocial, foi estabelecido pelo Decreto nº 8.373/2014. O eSocial determina o envio de informações relativas aos trabalhadores, como recrutamento, demissões, folha de pagamento, contribuições previdenciárias, FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e comunicados de acidentes de trabalho.

Benefícios

A implantação do eSocial é benéfica para todas as partes: governo, empresas e colaboradores, já que ele simplifica o cumprimento das obrigações trabalhistas e previdenciárias. Com isto, consegue-se melhorar a gestão das informações relacionadas ao trabalho, segurança social e relações fiscais.

O eSocial garante ainda que os trabalhadores tenham seus direitos previdenciários e trabalhistas garantidos.

Em resumo, o eSocial reduz o envio de informações repetidas e desnecessárias, contribuindo para a otimização das atividades da empresa, e em especial dos setores de recursos humanos, contabilidade e financeiro.

Obrigatoriedade

O eSocial já está valendo para os empregadores domésticos desde o ano de 2015, visto que a Emenda Constitucional nº 72, de 02 de abril de 2013, estabeleceu a igualdade dos direitos trabalhistas entre trabalhadores domésticos e os demais trabalhadores.

O cadastro no eSocial será obrigatório para todas as empresas brasileiras, independente do porte (Microempreendedor Individual – MEI, pequenas, médias e grandes empresas).

Conforme o novo cronograma, o eSocial passa a ser obrigatório a partir de janeiro de 2018 para instituições com faturamento acima de 78 milhões. Enquanto, para as demais empresas começa a valer a partir de junho de 2018.

Cadastro

A empresa realiza o envio das informações sobre seus colaboradores, por meio de um sistema online. O programa solicita os seguintes dados: inscrição do trabalhador (que deve ser feita após a verificação da situação no aplicativo da Receita Federal), contratações, demissões, licenças e demais eventos relacionado ao trabalho.

Não haverá nenhuma mudança no que já é declarado pelas empresas. A alteração é apenas em relação à centralização dos dados, que ficarão em um único local.

Impacto

O eSocial irá refletir diretamente sobre a cultura organizacional das organizações. E, como toda inovação, o eSocial requer adaptação, e para que a sua empresa consiga se adaptar facilmente é importante disseminar a importância da convergência das informações.

O Programa vem com o intuito de otimizar processos e reduzir a burocracia, porém, com isso o FISCO também terá maior controle sobre as empresas, e isso pode ser um problema se a sua organização não estiver preparada para se adequar as exigências do programa.

Agora que você já sabe o que é eSocial, será que a sua empresa já está preparada para se adaptar ao sistema? Deixe seu comentário!

Sobre o autor

NVH

Deixar comentário.

Share This