Recrutamento e Seleção

Quais os principais erros de RH e como evitá-los!

quais-os-principais-erros-de-rh-e-como-evitalos.jpeg
Escrito por Indianara Ferreira

Qualquer empresa tem pontos positivos, mas sempre tem algo que precisa ser melhorado. Nenhuma gestão é tão qualificada e detalhada que não cometa nenhuma falha. No entanto, é possível que tais erros sejam rapidamente tratados e amenizados quando identificados. Por isso, é importante falar sobre os erros de RH.

Pensando nisso, relacionamos neste post os principais erros do setor para que você possa analisar e comparar com a realidade da sua empresa. Continue a leitura e confira!

Não assumir os erros de RH

Não assumir um erro é o erro mais grave de todos, e é importante lembrar da lógica implícita nisso. Afinal, se os erros de RH não forem reconhecidos e devidamente assumidos, mantendo o Recursos Humanos como um exemplo de qualidade inexistente, como poderão ser corrigidas as falhas e otimizados os resultados do setor?

Portanto, é preciso sim fazer sempre o mea culpa e buscar entender em que aspectos a equipe de RH pode melhorar.

Não realizar uma boa seleção

O processo seletivo é o segundo mais comum entre os erros de RH que facilmente podem ser corrigidos. Geralmente as equipes de Recursos Humanos não realizam boas seleções por causa da falta de pessoal, de ferramentas — como a possibilidade de usar serviços de portais pagos especializados em divulgação de vagas — e pela urgência do preenchimento das vagas.

Nestes casos, é interessante contratar uma consultoria de recrutamento e seleção para que os profissionais da equipe de RH possam desenvolver um trabalho mais estratégico e menos operacional.

Não prezar pelo engajamento dos talentos

A falta de engajamento de talentos é um dos erros de RH que, geralmente, estão relacionados à estratégia da empresa. Isso porque a identificação de talentos depende exclusivamente do Recursos Humanos, mas a retenção deles é algo que vem de cima, ou seja, da gestão da empresa.

No entanto, os profissionais de RH devem sempre insistir na implantação e aprimoramento das estratégias para reter os talentos da organização. Afinal, esses profissionais costumam ser aqueles que possuem o DNA da empresa em seu perfil e podem contribuir muito para o crescimento estratégico dela.

Não analisar a rotatividade

Ainda que não existam estratégias para controlar a rotatividade, a falta de análise deste indicador é um erro grave da equipe de Recursos Humanos. Boas equipes de RH estão sempre atentas aos fluxos de entrada e saída de profissionais e mantêm seus superiores bem informados sobre isso.

Assim como a retenção de talentos, o RH deve ser insistente com a direção da companhia na inclusão de medidas que visam reduzir o turnover da sua empresa.

Não apostar em treinamentos

Apesar de o investimento em treinamentos ser uma boa prática de retenção de talentos e redução da rotatividade dos profissionais, muitas empresas ainda desconhecem a importância dessa estratégia. Outras simplesmente a ignoram.

Contudo, ainda que com pouco budget, a equipe de RH pode investir no treinamento dos colaboradores, como treinamentos comportamentais. Além disso, nunca deixar de pontuar para a direção sobre a importância do desenvolvimento de pessoas para as organizações.

É muito provável que você tenha identificado algum destes pontos, em maior ou menor graus, na sua realidade corporativa. Mas, como componente da equipe de Recursos Humanos, não deixe que esses erros de RH prejudiquem o desempenho do seu setor. Para tal, não deixe de conferir as diversas dicas que compartilhamos em nossas páginas no Facebook e no LinkedIn!

Sobre o autor

Indianara Ferreira

DIRETORIA DE NEGÓCIO, GERÊNCIA COMERCIAL E MARKETING
Graduada em Administração de Empresas, Pós-Graduação em Primeira Gerência e Gestão de Negócios com Ênfase em Marketing e MBA em Trade Marketing– ESPM.

Deixar comentário.

Share This