Recrutamento e Seleção

RH na crise: quais são seus desafios?

rh-na-crise-quais-sao-seus-desafios.jpeg
Escrito por NVH

O RH é um dos primeiros setores que sentem os efeitos de uma crise, afinal, pessoas são eliminadas do quadro de funcionários, há cortes de comissões e premiações. Tudo isso cria uma situação mais tensa, até desconfortável, mas que deve ser enfrentada.

Por tudo isso, o RH estratégico faz-se ainda mais importante. É crucial ter um objetivo claro, bem como saber alcançar ótimos resultados com poucos recursos. Para isso, desafios como a baixa produtividade ou falta de resiliência devem ser vencidos.

Pensando em tudo isso, criamos um guia sobre o RH na crise. Continue lendo e veja quais desafios são os mais comuns, bem como podem ser superados. Boa leitura!

Redução de verbas para investimento

Assim como todo departamento, o RH precisa de verbas para implementar novos programas, bem como realizar parcerias estratégicas. O problema é que a crise fez com que muitas empresas congelassem suas despesas, fechando a “torneira” para novos investimentos.

Nesse primeiro caso, é indispensável agir com criatividade. Em vez de treinamentos tradicionais, opte por palestras colaborativas. Em vez de premiações financeiras, escolha por recompensas não-financeiras. Desse modo, conseguirá muito investindo pouco.

Mitigação da resiliência da empresa e funcionários

A resiliência é uma das competências mais importantes na gestão empresarial. É o que faz com que as pessoas e empresas continuem tentando, apesar das adversidades. Contudo, são poucas as empresas que conseguem preservar essa característica em meio aos momentos ruins. Muitas, grandes e pequenas, preferem apagar as luzes e fechar as portas.

É importante que o RH na crise dissemine a ideia de que é possível continuar, acendendo a resiliência outrora apagada nos líderes do empreendimento. Para tanto, é possível desenvolver novas estratégias, pensar em incentivos criativos para cortes de gastos, investir em palestras motivacionais e na contratação de talentos que agreguem valor à empresa.

Baixa produtividade no expediente

Há muito tempo se fala na baixa produtividade nas empresas. Com a chegada da crise, em que equipes foram desfeitas e profissionais eliminados, sobrecarregando aqueles que permaneceram, é preciso ficar ainda mais atento a esse ponto fraco.

É crucial que o RH veja o aumento da produtividade como uma prioridade. Deve-se reestruturar a motivação da equipe, definir metas desafiadoras e mostrar que é possível alcançá-las. Também é importante criar times enxutos, que atuem com alta performance.

Gestão com foco nos funcionários

Por muito tempo os profissionais foram vistos como simples ferramentas, necessárias para a existência da empresa. Com muita “luta”, esse quadro mudou, porém, em muitos lugares, a crise fez com que o aspecto humano fosse novamente esquecido. Agora, o foco é no produto e nos processos, buscando reduzir custos, aumentar a eficiência e chegar a preços competitivos.

Contudo, é crucial lembrar que “gente” é o item mais importante de qualquer empresa. É preciso ter foco nos profissionais e garantir sua satisfação, pois só assim os clientes finais serão bem atendidos. Dessa forma, também será menor o número de erros, conflitos e problemas internos.

Veja, são grandes os desafios, mas todos podem ser superados pelo RH. Em momentos de crise, é ainda mais importante agir de forma criativa, persistente e objetiva. Lembre-se que enquanto algumas empresas fecham, outras tornam-se ainda mais fortes.

Se você gostou do conteúdo e entende o papel do RH na crise, aproveite para continuar aprendendo. Conheça as competências necessárias para enfrentar épocas de crise. Vamos lá!

Sobre o autor

NVH

Deixar comentário.

Share This