Field Marketing

Storytelling no marketing: use esse recurso para impressionar o cliente

storytelling-no-marketing-use-esse-recurso-para-impressionar-o-cliente.jpeg
Escrito por NVH

Era uma vez, um coordenador de Trade Marketing chamado Marcelo. Sua missão era aumentar as vendas no PDV e conquistar estratégias mais atraentes para o consumidor. Um dia, ele encontrou este artigo com informações valiosas sobre storytelling e desenvolveu uma ação de comunicação que transformou os resultados da empresa.

Assim como Marcelo, descubra como o conceito de storytelling pode ser utilizado de maneira eficiente no marketing e comece a atrair e fidelizar mais clientes!

O conceito de storytelling

Em linhas gerais, storytelling significa “narrativa”. Especificamente no marketing, refere-se a contar histórias relevantes (com começo, meio e fim), com o objetivo de:

  • estreitar a relação com o consumidor,
  • promover uma imagem mais humanizada de uma determinada marca, e
  • divulgar um produto de forma persuasiva – e não invasiva.

A eficácia do storytelling

Para gerar esse tipo de afinidade com o público-alvo, é imprescindível conhecer suas necessidades, compreender como a sua empresa pode supri-las e criar uma narrativa que deixe clara a importância do seu produto para o consumidor.

Por isso, na hora de traçar uma estratégia de marketing que faça uso do storytelling, é necessário compreender melhor alguns elementos. Confira a seguir!

Trilhando a Jornada do Herói

Muito conhecida por escritores e roteiristas, a Jornada do Herói (ou “monomito”) foi apresentada por Joseph Campbell no livro “O herói de mil faces”. Na obra, o autor demonstra que muitas narrativas ao redor do mundo possuem a mesma estrutura: 12 etapas que definem a trajetória do herói. Personagens como Hércules, Luke Skywalker, Gabriela Cravo e Canela e Harry Potter foram desenvolvidos a partir desse conceito.

A Jornada do Herói deve servir como fio condutor para o autor desenvolver fluxos de ação e emoção em sua história. Por isso, faça uso do monomito de forma plausível e criativa.

Conhecendo seu público-alvo

Para fazer como Marcelo e desenvolver uma estratégia de marketing inteligente com foco em storytelling, é necessário entender o que motiva o seu público-alvo a tomar decisões. Mesmo considerando as razões lógicas que levam as pessoas a consumirem um produto, o que realmente impulsiona a ação de comprar é a emoção.

Por isso, invista em pesquisas que sirvam para mapear como o seu consumidor responde a determinados estímulos emocionais. Dessa forma, será mais fácil desenvolver uma narrativa eficaz e orientada por resultados.

Divulgando a sua marca

O seu produto precisa marcar presença no desenvolvimento do storytelling e se tornar indispensável para as conquistas do seu personagem principal.

Para isso, conheça bem as motivações da sua marca – isso é tão importante quanto compreender as motivações do seu público-alvo. Afinal de contas, se o consumidor não reconhecer o seu produto, toda a estratégia de storytelling que você criou corre o risco de ir por água abaixo.

Lembre-se de estruturar a história de forma a valorizar o que você quer vender. Dessa forma, não somente o público-alvo compreenderá melhor a sua mensagem, como também se sentirá engajado com os valores que a sua campanha estabeleceu.

Quando o assunto é comunicação e marketing, aquela antiga máxima ainda tem muito valor: “informação é tudo”. É preciso conhecer o mercado, o consumidor e a sua empresa para desenvolver ações inteligentes, criativas, comoventes e, acima de tudo, efetivas.

Faça como o Marcelo. Utilize o storytelling a favor da sua marca e do seu cliente e termine sua história com um “…e foram felizes para sempre”.

Quer continuar atualizado sobre tendências e inovações? Então, curta a nossa página no Facebook!

Sobre o autor

NVH

Deixar comentário.

Share This